FILMES

Amador, Zélia 

“Amador, Zélia” é um curta-metragem que narra a trajetória da educadora, artista, pensadora e ativista Zélia Amador de Deus, respeitada professora da Universidade Federal do Pará (UFPA).   Mesclando lembranças pessoais, imagens de arquivo, encenação e ilustrações, traz os contextos históricos do Pará a partir, principalmente, da eclosão dos eventos da década de 1960, com a implantação do regime militar, ascensão dos movimentos estudantis, do teatro alternativo e do surgimento dos movimentos pelos direitos humanos. Em todo esse cenário Zélia, uma mulher negra, oriunda da periferia – primeiro do interior do Marajó, depois para a periferia urbana de Belém – foi partícipe e protagonista.

Abdução 

Vovozona suspeita de algo estranho na favela, mas ninguém acredita.  Em um final de semana, após o baile funk, ele finalmente desvenda este mistério.

O Sonho do Inútil

No início dos anos 2000, cinco jovens se juntam para escapar da realidade de morar em uma área pobre e violenta da zona norte do Rio de Janeiro, a solução encontrada: gravar vídeos de humor para a Internet. Após um acidente, o grupo acaba, e cada um segue seu caminho. O documentário revela o peso de suas escolhas.

Trindade

Trindade ouve os ecos da escravidão desde menina. Agora, é ela quem canta. Personagem que dá nome ao filme nos revela sua história de abusos, alcoolismo, fé e poder.

Mihe’aka Voxené  Simoné Veyopé Ûti! Abre Caminho  nossas câmeras chegaram!

O documentário aborda o trajeto de sobrevivência de seis realizadores indígenas em Mato Grosso do Sul. São povos afetados pela violência, mas que utilizam dos seus olhares, da sua cultura, da sua ancestralidade para produção de conteúdo originário. Se o não-indígena não falar, eles vão falar.

Mato Escravo

O curta aborda as diferentes épocas da escravidão no país.

É a minha voz que você tem que ouvir

Em Niterói, um homem em situação de rua com uma câmera na mão nos conta como é sua vida durante um dia.

Donas da Bola

O curta metragem documental Donas Da Bola, é uma produção que revelar talentos esportivos existentes nas periferias da cidade de Belo Horizonte, as histórias narradas, apresentam preconceitos sofridos, sonhos, superação, e desafios em continuar praticando à modalidade esportiva que tanto amam, o futebol feminino. Atividade essa, que merece atenção, reconhecimento e respeito, e o reflexo positivo que investimentos e oportunidades podem gerar às comunidades.

De que lado que tu samba ? O rufar do Mestre Batata

O documentário “De que lado que tu samba? O rufar do Mestre Batata” aborda a história e a atualidade das escolas de samba de Caxias do Sul-RS. Nosso personagem principal é o premiado Mestre de bateria Ivan Diego Feijó da Silva, mais conhecido como Mestre Batata, da Acadêmicos Pérola Negra.

Maria

Maria conta a história de uma mulher forte, criando suas filhas em um ambiente propício para o esquecimento de vontades próprias. As formas de amor se tornam ações de um cotidiano repleto de muito cuidado e renúncias. A raiva, é o subterfúgio de um cansaço que bate à porta constantemente. E a dor, é um rio que deságua em um futuro quase sempre presente.

Forrando a Vastidão 

Lia se prepara para o futuro. Seja lá qual for.